sábado, 23 de maio de 2009

Maquiagem para Orientais


Beleza oriental


A brasileiras que vivem no Japão “ralam” nas fábricas, mas nem por isso descuidam da aparência. Mesmo vestindo uniforme, elas dão um jeito de se maquiar e ajeitar o cabelo - seja em casa ou durante o expediente. Nos finais de semana, a situação se repete. Antes de cair na balada, a mulherada não dispensa o trio batom, rímel e lápis e, claro, não abre mão de um bom trato nas madeixas.
Muitas vezes, porém, surgem dúvidas na hora de se arrumar: será que estou usando as cores certas no rosto? E os fios, ficarão bons com esse penteado? Para responder a perguntas desse tipo, o Tudo Bem convocou Celso Kamura, maquiador e cabeleireiro das celebridades.


“A oriental tem que parar com essa história de que não fica bem com isso ou aquilo. Oriental fica bem com tudo!”, sentencia. Para ele, quando o assunto é produção, a nikkei precisa ter atitude.


“Começar a ousar, criar efeitos e não ter medo”, enumera. Ao lado, Kamura dá dicas para uma produção de arrasar.


Como montar uma produção impecável


PELE
Antes de tudo, é preciso limpar, hidratar e preparar a pele. Cada pessoa deve optar pela base que corresponda ao seu tipo de pele. É necessário ter duas tonalidades de base, uma do tom exato e outra mais escura que a pele, para que elas sejam usadas com precisão, mesmo após o sol, quando estiver mais bronzeada.
Para quem tem o rosto mais cheio, a dica é utilizar o blush em um tom mais escuro para marcar as laterais do rosto. O pincel faz o movimento de baixo para cima, na direção da orelha, para aprofundar o maxilar. Onde for mais gordinho, aposte no blush escuro. Depois esfumace e distribua nas maçãs do rosto, para ficar mais natural.


OLHOS
As orientais não são muito privilegiadas em relação à sobrancelha e cílios. A dica para dar destaque e realçar a região dos olhos é fazer o desenho da sobrancelha com técnica de pintura definitiva. Procure um bom profissional. Hoje existem técnicas e cores mais naturais. Outro bom recurso é um permanente nos cílios. A técnica custa cerca de 80 reais e dura de três a quatro meses. Os cílios retos tiram o brilho do olhar. O curvex, aparelho utilizado para o mesmo efeito, pode ser usado diariamente.


A oriental tem que valorizar a região dos olhos. Se tiver uma pálpebra gordinha, é melhor não pôr sombra clara. A regra vale sempre: cores claras aumentam a área onde são aplicadas; cores escuras diminuem. A cor do cabelo é um ponto importante que deve ser levado em conta na hora de escolher a cor da maquiagem.


Para dar mais profundidade ao olhar e disfarçar a pálpebra cheia que as orientais costumam ter, é necessário fazer uma maquiagem côncava, que Kamura considera “imprescindível”, acompanhando o globo ocular. Com uma sombra em tom escuro e pincel chato, faça um traço côncavo a partir da extremidade exterior, acompanhando o traço do olho. Esfumace o traço.

Com a mesma sombra ou lápis para olho, faça o contorno inferior a partir do canto externo, até a outra extremidade, sem chegar ao final. O contorno deve ser feito sempre na parte externa do olho, abaixo dos cílios, nunca dentro, para não dar a sensação de diminuir o tamanho do olho. Para criar a ilusão da pálpebra mais profunda, abaixo do traço côncavo, é preciso colocar um tom mais claro de sombra.
Rente aos cílios, faça um traço fino com o delineador preto. Depois, aplique cílios postiços, o que fica superbem nas orientais. Para quem quiser causar uma impressão mais forte, colocar os cílios inteiros é outra boa opção, pois dá um olhar mais dramático e sexy. “A oriental também pode usar o delineador com traços mais grossos, tipo ‘olho de gato’, mas tem que ser bem mais grosso, senão a pálpebra encobre”.


Quem precisa corrigir falhas na sobrancelha ou reforçar o desenho, aplicar sombra com o pincel é a melhor opção. É mais natural e mais fácil de utilizar que o lápis, que pode ficar pesado e dar errado. Como as japonesas têm a área do nariz entre os olhos achatada, passar uma sombra mais escura que a pele na lateral dá impressão de maior profundidade.


BOCA
Para Kamura, não há dúvidas: batom vermelho. “Eu adoro orientais de batom vermelho. É um ícone”, afirma. A dica é sempre optar por um tom mais escuro.
Para que a maquiagem fique intacta por mais tempo, aplique um pouco de pó e passe novamente o batom. Se ele for aplicado com o pincel, dura mais tempo. Para fazer o contorno perfeito, lápis em um tom próximo à cor do batom é essencial. “A moda agora é uma boca de ‘diva’, bem feita e meio mate (opaca)”, sugere.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário