domingo, 5 de julho de 2009

Aula 7 - Batons



Qual a mulher que não gosta de um bom batom?
Acho que este é o item mais básico e utilizado na maquiagem feminina.
Por isso, hoje, vamos falar desse item indispensável no nosso kit básico de maquiagem do nosso dia a dia.

Tipos


a) cremoso – apesar da variedade de formas, lápis, caneta, roll on, gel, os de bastão são os mais comuns, fáceis de passar e carregar. Evite camadas em excesso, pois o contato com a saliva tende a formar buracos no centro da boca, e o movimento natural dos lábios vai desfazer os contornos muito antes do que você deseja.

b) opaco – tem maior poder de fixação. Ideal para correção de contornos

c) de ultrafixação – quanto mais sólido e seco, maior a possibilidade de demarcar os contornos. Em contrapartida, o retoque tem de ser mais constante, pois a rigidez do pó com a saliva tendem a fazer rachaduras na textura do batom.

d) gloss – transparentes ou coloridos deixam a aparência de uma boca umedecida, plastificada.

Há versões profissionais que vão muito além dos antigos brilhos com sabor de chicletes. A cobertura transparente permite uma utilização combinada com outras texturas de batons.

e) líquido transparente – efeito ultranatural para uma boca sem contorno e que não tenha recebido nenhuma camada prévia de cosmético.

Textura

Por serem cremosos, diferentes texturas de batom costumam casar bem entre si. Mesmo uma dose de seco sobre o melado, às vezes, cai muito bem.

*** Truques

Experimente:

a) Batom vermelho opaco numa boca bem desenhada. Aplique o gloss no centro dos lábios (em cima e embaixo) deixando uma faixa de luz.

Resultado: ilusão de brilho plastificado em toda a boca.

b) Batom bem cremoso por baixo e glitter por cima - look futurista.

c) Batom cremoso diluído com gloss em camada muito sutil faz uma boca aguada, brilhante e sedutora.

d) Boca vermelha cremosa recebe cobertura espessa de uma sombra vermelha em pó (especial para diluir em água) da mesma cor – look carimbo.

Aplicação

Tudo vai depender do efeito desejado.

a) Boca sem contorno

1. Espalhe o batom com um aplicador na ponta.

2. O resultado será uma boca colorida naturalmente, sem contornos.

*** Truques

- pressionar os lábios com um lenço de papel é a melhor maneira de tirar o brilho e o excesso de uma camada de batom.

Atenção: fazer o mesmo apenas com o movimento de um lábio contra o outro costuma borrar os contornos.

- Para obter uma melhor fixação e durabilidade do batom em duas etapas. Feita a primeira camada, pressione o lenço de papel suavemente para tirar o excesso, em seguida, aplique um pouco de pó sobre a boca. O pó será o lastro para a segunda camada de batom. - Prefira os batons hidratantes com filtro solar.

- O lápis de contorno cor da boca é um bom truque para delimitar a área que vai receber o batom, independentemente da tonalidade. A barreira do lápis impede que o batom escorra para além da área desejada, deixando o mais natural possível.

- O lápis de contorno também pode ser usado para dar cobertura total à boca, deixando-a em foco, como um carimbo. Atenção! O “buraco” no centro da boca pelo contato com a saliva é inevitável. Retoque!

- Batons escuros tendem a deixar os dentes mais brancos, obviamente, em função do contraste.

- Batom casadinho com a cor do vestido, do cabelo, das jóias etc., nem sempre acaba bem. O resultado não valoriza os pontos fortes de sua aparência.

Beijocas!

Kaka

domingo, 21 de junho de 2009

Aula 6 - Sombras

Com certeza esse é um assunto que deixa muita gente interessada, pois é nos olhos que costumamos focar a atenção quando falamos em maquiagem.

Tipos


a) em pó – é mais usada, já que, além de dar um efeito sombreado sem exigir muito esmero de quem faz, consegue uma passagem quase perfeito do claro ao escuro. Os inconvenientes são: fazer rugas, dependendo do tipo e idade da pele; e a possibilidade de cair farelos embaixo dos olhos.
b) em pó para diluir em água – o efeito é de aquarela. Espalha-se com facilidade e permite uma cobertura mais ou menos intensa dependendo da dosagem de água. Requer muita habilidade para impedir que escorra para as áreas indesejadas. Não espere que qualquer sombra em pó tenha o mesmo efeito se diluída em água. Teste antes. c) líquida – embora esteja pronta para ser usada, você pode obter nuances mais transparentes se utilizar com um pincel molhado. d) cremosa – escorre com facilidade, faz sombreados melhor do que traços. As de tonalidade de clara são mais simples de conduzir do que as escuras, pois estas últimas deixam um erro mais visível. Nos dois casos, o efeito melado é ótimo, mas derrete com o calor e se acumula nas dobras das pálpebras. Resolve-se com retoque constante. e) em lápis – mais “melosa” não permite esmero em detalhe, nem acabamento 100%. Com pouca habilidade e o uso das pontas dos dedos você faz a festa, isto é, obtém sombreamento com rapidez e não corre o risco de ver farelos de sombra embaixo dos olhos. f) gloss – dá cobertura plástica, “melada”. Pode ser colorida ou transparente.

Truques


- um jeito de verificar a qualidade de sua sombra: numa única pincelada a cor se deposita sobre os olhos, sem que você tenha que “cavoucar” e repetir a operação muitas vezes esperando que um “milagre” aconteça.

- o mercado criou um produto tipo mix que, sozinho, faz a tarefa de sombras para os olhos, lápis de contorno para olhos e boca, de delineador, de batom e de blush. Vale a pena.

- Dentro de convenções universais, o sombreado não sairá dos limites fixados pela ponta da sobrancelha. Caso escape sombra para a região abaixo dos olhos use a “vassourinha” tipo rastelo para retirar.

- Se você aderiu à maquiagem que menos aparece, o sombreado dos olhos deverá imitar os beges alvos até os marrons profundos ou do cinza esmaecido e preto.

- Invista na compra de um bom primer para auxiliar a fixar e ressaltar a cor da sombra. Vale a pena!

Formato dos Olhos

Conhecer exatamente o formato dos olhos é um passo imprescindível para o sucesso da sua maquiagem. Por isso, não custa nada perder alguns minutos na frente do espelho antes de se maquiar.

Analise-os atentamente, sem desprezar nenhum detalhe.Conheça algumas dicas de maquiagem para os olhos.

Olhos Juntos Opte por tons claros e pastéis para iluminar a expressão. Dê um toque cintilante à região próxima ao nariz, imediatamente no início do canal lacrimal, para a impressão de afastá-los. Olhos Afastados Um leve esfumaçado de um tom mais escuro, como o marrom ou o verde-musgo, no canto interno, cria a ilusão de aproximá-los. Mas, ao esfumaçar, cuidado para não tornar a fisionomia pesada. Olhos Saltados Esfumace a região da pálpebra sobre o globo ocular com uma sombra opaca escura, como marrom ou ferrugem. Arrisque, ainda, um toque de preto à noite. Inicie com um esfumaçado escuro na raiz dos cílios, indo até a dobra do olho, fazendo um degradê suave e uniforme. Isso faz com que pareçam mais fundos e menores. Olhos Fundos Cores claras, como branco, bege, areia e marfim, elevam a expressão e dão um ar de elegância. Devem ser aplicadas em toda a área móvel, da linha de transferência até a raiz dos cílios. Já na área rente às sobrancelhas, use sombras de tons médios, como rosa, salmão ou coral. Olhos Caídos Tons nacarados, cintilantes, dourados e cobres levantam a fisionomia e conferem um ar de felicidade. No canto externo, faça um suave movimento ascendente com sombra grafite ou preta. O curvex também é um aliado de peso.
Aplicação
É permitido combinar vários tipos de sombra de acordo com o estilo que a maquiagem sugerir. Porém, para cada tipo, há uma técnica apropriada para aplicação.

As sombras compactas devem ser aplicadas, de preferência, com um pincel de sombra "chato", dando leve batinhas sobre a pálpebra para depositar o produto. Lembre-se sempre de retirar o excesso do produto do pincel de forma a evitar que ele cai em regiões indesejadas, correndo o risco de parecer que está com olheiras profundas.

O local de aplicação varia de acordo com o formato de seus olhos.
Por exemplo, quando usamos tons claros (branco, areia, bege etc.) bem próximos a sobrancelha conseguimos "abrir" o olhar . Se você quer criar um olhar "amendoado", pode esfumaçar o canto externo dos olhos com tons mais escuros (preto, marrom, azul etc.) e ainda delinear todo o contorno com um pincel mais fino, chamado de pencil brush, usando a mesma cor ou até mesmo com lápis marrom /preto.
Para realçar o formato do olho ou simplesmente "colorir" a pálpebra, as sombras, sejam elas compactas ou cremosas, são fundamentais! Em tons suaves ou cores fortes, o mais importante é ter em mãos um produto de boa qualidade e praticar!

Agora, vamos à prática???
A COR MAIS CLARA NO CANTO INTERNO DOS OLHOS E A COR MAIS ESCURA NO CANTO EXTERNO DOS OLHOS!
Primero Passo: A cor mais clara tem o efeito de iluminar os olhos, por isso, passe ela em toda a palpebra, espalhando uniformemente, de dentro para fora, podendo até deixar mais claro no cantinho interno do olho.
Segundo Passo: A cor mais escura, (ex: marrom, preto, cinza, beringela, verde) é passado de fora para dentro do concavo. Passe o pincel sobre a cor escolhida e tire o excesso. Depois disso, coloque o pincel no canto externo dos olhos, tendo como início o final dele e o limite superior a marquinha do concavo. Aí é a hora de esfumar!!! Traga a cor para o centro dos olhos, esfumando bastante. Vá com a cor até o centro do concavo, fazendo com que ela se misture com a cor mais clara que você passou primeiro.

Quanto mais esfumado, mais bonito fica.

É isso.
Espero que gostem

Beijocas!
Karine
Fonte da Foto: http://padmitasmakeup.blogspot.com/,

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Tutorial Smokey Eye - Kim Kardashian

Genteeeeeem,


coloquei um sequencial muito legal para criar um smokey eye como o da Kim Kardashian.
Até eu vou testar ele no sábado...


Espero que gostem.
Beijocas!













domingo, 7 de junho de 2009

Aula 5 - Traçados, Rímel e Cílios Postiços



Meninas, mil desculpas pelo sumiço, mas andei meio enrolada com algumas coisas e ficou difícil dar as caras por aqui...

Mas hoje vamos voltar ao nosso curso de maquiagem, onde falaremos de traçados, rímel e cílios postiços que é o calo de muita gente e foi inclusive o meu! rs.

Traçados

Tipos
a) Lápis – o fato de ser pastoso produz um primeiro traço bem definido. Ideal para usar na linha interna dos olhos.
b) Delineador – só é bonito se bem aplicado. Os de plástico dão muita definição, pesam mais no look; os que se misturam com água deixam o traço mais refinado.

Tonalidades
Preto, cinza e marrom – do mais dramático para o sutil. Hoje em dia é capaz de encontrarmos traçados em outros tons, mas menos "usáveis" no dia a dia.

Aplicação
Traçar um risco definido nos olhos pede certa habilidade. Procure seguir o formato universal: o traço mais fino no canto interno e mais espesso no externo, imitando o amendoado.

Dica
Use lápis macio para contornar a linha interna dos cílios superiores e inferiores ou para sombrear os cantos internos e externos dos olhos. Para delinear a base dos cílios, use sombra diluída em água.


Rímel

O aplicador prevê a cobertura final.
a) escovinhas finas produzem efeito delicado.
b) escovinhas espessas ajudam num look poderoso.

Tipos

1) Líquido – quanto mais aquoso, cobertura mais sutil.
2) Pastoso – quanto mais consistente, efeito carregado.

Existem produtos que prometem dar mais volume, depositando cerdas artificiais sobre as naturais ou alongar, depositando polímeros plásticos nas pontas dos cílios.

Tonalidades

O mais vendido é o preto. O marrom serve para qualquer look. Já o transparente não cobre o suficiente para mudar. Ele auxilia a fixação do curvex, por pouco tempo.

Aplicação

Aplique no mínimo duas camadas de rímel nos cílios superiores e inferiores ou tantas vezes quanto achar necessário, dentro e fora.

Curvar o aplicador facilita muito a tarefa.

Não tenha medo de que os fios “grudem” uns nos outros. É normal. À medida que você adiciona mais máscara, a espessura e a distância dos fios tendem a se uniformizar.

Afaste-se do espelho e veja que não é preciso exagerar numa separação tão exata dos fios.

Truques

- Para não criar um look exagerados nos cílios muito compridos, passe o rímel nos cílios superiores, mas deixe as pontas sem cobertura.
- Ninguém é obrigado a passar rímel nos cílios inferiores se não gostar.
- Use o curvex para dar a forma ideal.
- Há cílios que “pedem” o curvex especial para as pontas mais teimosas.

Cílios Postiços

Tipos

a) Inteiros – bijuteria assumida. Não há como esconder que sejam falsos.
b) Em tufinhos – começam a imitar o caimento natural dos fios.
c) Individuais – para as habilidosas, preenchem bem as falhas, permite variação de formatos e espessura e, se for o caso, até uma certa naturalidade.

Aplicação

1. Aplique o delineador preto na base dos cílios superiores. Isso ajuda a iludir que há continuidade entre os pêlos falsos e os naturais.
2. Com o dedo ou ajuda da pinça, vá fixando bem rente à base dos cílios naturais.
3. Ao final, de novo é o delineador que dará o acabamento para a base dos cílios superiores, cobrindo qualquer sinal de cola.

Truques

É difícil acertar na colocação dos cílios postiços inteiros sem a ajuda de um profissional. Experimente comprar um par de cílios inteiros e cortá-lo em pedaços. Facilita a aplicação.

Por hoje é isso.

Beijocas!
Kaka

sábado, 23 de maio de 2009

Maquiagem para Orientais


Beleza oriental


A brasileiras que vivem no Japão “ralam” nas fábricas, mas nem por isso descuidam da aparência. Mesmo vestindo uniforme, elas dão um jeito de se maquiar e ajeitar o cabelo - seja em casa ou durante o expediente. Nos finais de semana, a situação se repete. Antes de cair na balada, a mulherada não dispensa o trio batom, rímel e lápis e, claro, não abre mão de um bom trato nas madeixas.
Muitas vezes, porém, surgem dúvidas na hora de se arrumar: será que estou usando as cores certas no rosto? E os fios, ficarão bons com esse penteado? Para responder a perguntas desse tipo, o Tudo Bem convocou Celso Kamura, maquiador e cabeleireiro das celebridades.


“A oriental tem que parar com essa história de que não fica bem com isso ou aquilo. Oriental fica bem com tudo!”, sentencia. Para ele, quando o assunto é produção, a nikkei precisa ter atitude.


“Começar a ousar, criar efeitos e não ter medo”, enumera. Ao lado, Kamura dá dicas para uma produção de arrasar.


Como montar uma produção impecável


PELE
Antes de tudo, é preciso limpar, hidratar e preparar a pele. Cada pessoa deve optar pela base que corresponda ao seu tipo de pele. É necessário ter duas tonalidades de base, uma do tom exato e outra mais escura que a pele, para que elas sejam usadas com precisão, mesmo após o sol, quando estiver mais bronzeada.
Para quem tem o rosto mais cheio, a dica é utilizar o blush em um tom mais escuro para marcar as laterais do rosto. O pincel faz o movimento de baixo para cima, na direção da orelha, para aprofundar o maxilar. Onde for mais gordinho, aposte no blush escuro. Depois esfumace e distribua nas maçãs do rosto, para ficar mais natural.


OLHOS
As orientais não são muito privilegiadas em relação à sobrancelha e cílios. A dica para dar destaque e realçar a região dos olhos é fazer o desenho da sobrancelha com técnica de pintura definitiva. Procure um bom profissional. Hoje existem técnicas e cores mais naturais. Outro bom recurso é um permanente nos cílios. A técnica custa cerca de 80 reais e dura de três a quatro meses. Os cílios retos tiram o brilho do olhar. O curvex, aparelho utilizado para o mesmo efeito, pode ser usado diariamente.


A oriental tem que valorizar a região dos olhos. Se tiver uma pálpebra gordinha, é melhor não pôr sombra clara. A regra vale sempre: cores claras aumentam a área onde são aplicadas; cores escuras diminuem. A cor do cabelo é um ponto importante que deve ser levado em conta na hora de escolher a cor da maquiagem.


Para dar mais profundidade ao olhar e disfarçar a pálpebra cheia que as orientais costumam ter, é necessário fazer uma maquiagem côncava, que Kamura considera “imprescindível”, acompanhando o globo ocular. Com uma sombra em tom escuro e pincel chato, faça um traço côncavo a partir da extremidade exterior, acompanhando o traço do olho. Esfumace o traço.

Com a mesma sombra ou lápis para olho, faça o contorno inferior a partir do canto externo, até a outra extremidade, sem chegar ao final. O contorno deve ser feito sempre na parte externa do olho, abaixo dos cílios, nunca dentro, para não dar a sensação de diminuir o tamanho do olho. Para criar a ilusão da pálpebra mais profunda, abaixo do traço côncavo, é preciso colocar um tom mais claro de sombra.
Rente aos cílios, faça um traço fino com o delineador preto. Depois, aplique cílios postiços, o que fica superbem nas orientais. Para quem quiser causar uma impressão mais forte, colocar os cílios inteiros é outra boa opção, pois dá um olhar mais dramático e sexy. “A oriental também pode usar o delineador com traços mais grossos, tipo ‘olho de gato’, mas tem que ser bem mais grosso, senão a pálpebra encobre”.


Quem precisa corrigir falhas na sobrancelha ou reforçar o desenho, aplicar sombra com o pincel é a melhor opção. É mais natural e mais fácil de utilizar que o lápis, que pode ficar pesado e dar errado. Como as japonesas têm a área do nariz entre os olhos achatada, passar uma sombra mais escura que a pele na lateral dá impressão de maior profundidade.


BOCA
Para Kamura, não há dúvidas: batom vermelho. “Eu adoro orientais de batom vermelho. É um ícone”, afirma. A dica é sempre optar por um tom mais escuro.
Para que a maquiagem fique intacta por mais tempo, aplique um pouco de pó e passe novamente o batom. Se ele for aplicado com o pincel, dura mais tempo. Para fazer o contorno perfeito, lápis em um tom próximo à cor do batom é essencial. “A moda agora é uma boca de ‘diva’, bem feita e meio mate (opaca)”, sugere.


segunda-feira, 11 de maio de 2009

Look Noite - Contém 1g


Meninas,


hoje recebi por e-mail um jornalzinho da Contém 1g ensinando a fazer um look noite.
Para visualizar melhor, clique sobre a imagem.


Eu sou super fã de olhos bem marcados e esfumados.


Na realidade esse look é bem a cara da minha irmã, acho que vou até tentar um dia nela para ver como ficam aqueles olhos verdes fantásticos.


Beijocass

sábado, 2 de maio de 2009

Aula 4 - Corretivo e Pó


Corretivo

Tipos:
a) Corretivo em bastão ou lápis – exigem uma cobertura mais espessa em todo o rosto. É difícil a correção passar despercebida numa luz mais reveladora como a fluorescente.
b) Corretivo cremoso ou líquido – mais fáceis de controlar a intensidade.

Tonalidades: no tom exato da sua pele
Dicas:Não queira sumir de vez com uma olheira profunda e arroxeada. Isso significa fazer uma cobertura tão carregada que, certamente, acabará revelando uma rede de linhas e tramas debaixo dos olhos.
Aplicação:Para corrigir alterações de cor – manchas ou olheiras – pense antes o que você pretende, pois quanto mais pesada a cobertura, mais pesado o destaque para o defeito.
Truques:Para cobrir sinais que tenham volume, tipos espinhas ou pintas saltadas, o ideal é o pincel. Concentre a carga de corretivo “de modo pontual” e cuidado para que a região ao redor não sofra com diferença de textura ou tonalidade.

Para obter uma cobertura da pele ultra-suave ou transparente, dispense o uso de base, misture um pouco de creme hidratante com um corretivo pastoso.


O vídeo está em inglês, mas vou tentar traduzir o que for mais importante:


Nesse tutorial, a maquiadora vai ensinar como aplicar corretivo com pincel. A intenção é cobrir levemente os círculos mais escuros ao redor dos olhos.

Comece com o cantinho interno do olho, onde costuma ser mais escuro. Aplique o corretivo, em pequenas quantidades, dando batidinhas no cantinho, subindo um pouco em direção a sobrancelha e a parte interna. A aplicação pode ser feita também como uma esponja. O importante é aplicar o corretivo e esfumá-lo bem até que se confunda com a base.

Começando a aplicação por essa região, conseguimos abrir mais o olhar.

Continuando com batidinhas, aplique um pouco sob o olho, o que ajudará a iluminar mais a região. Aplique ainda um pouco de corretivo no canto externo do olho que é sempre mais escuro.
No mercado existem hoje corretivos com coloração para tratamento de problemas específicos.

- Roxo: corrige manchas avermelhadas (ex.: acne, espinhas inflamadas)
- Amarelo: corrige olheiras roxas
- Verde: corrige manchas marrons
- Rosado: corrige olheiras marrons.


Tipos:
a) Pó compacto – oferece maior controle na hora de fixar o que foi feito antes, e é eficaz quando o objetivo é obter uma camada mais densa em zonas específicas do rosto, para efeito de retoque ou correção



b) Pó solto – menos usado, é útil quando se trata de cobrir com generosidade uma região maior: rosto, orelhas, pescoço, ombros, colo, na base do “empoar” com pincel.
c) Pó translúcido – compactos ou soltos, dão cobertura suave e transparente para todos os tipos de pele.

d) Pó compacto – sempre muito bem vindo para qualquer tipo de correção e mais apropriado para peles com poros bem visíveis.

e) Pó bronzeador – uns dão um efeito natural, outros deixam um aspecto falso e carregado. Teste antes!

f) Pó brilhante – quanto a intenção é o brilho e não a correção das imperfeições na pele.

Dica:
Dependendo de sua exposição ao sol, utilize um pós mais escuro no verão e outro mais claro no inverno.
Aplicação:Para aplicar o pó compacto, use a esponja e vá imitando a nuance natural da pele. Siga esfumaçando com o pó da cor em direção aos contornos do rosto. Depois, aplique uma tonalidade mais escura.

Atenção!
Quando o pó é do tipo solto, é fácil perder o controle da quantidade. Comece dispensando o excesso do produto do pincel, antes de sair empoando tudo – inclusive roupa e cabelo.

Truques:
- Antes de tirar uma foto, uma camada fina de pó bronzeador dá um ar saudável e brilhante.
- Manter um “look mais melado” – que é o efeito que a própria oleosidade da pele vai deixar sobre a base/corretivo, esqueça o pó no primeiro ato da maquiagem. Deixe para o momento do retoque – no centro da testa, abaixo dos olhos, ao redor e na ponta do nariz, e queixo – exatamente para reacender o efeito “melado” que você deseja, controlando o excesso do brilho.
- Se tiver oportunidade de usar três tons de pó, o efeito será profissional! Um tom mais claro para o centro da testa, base do nariz e topo do queixo.
- Para afilar ou alargar seu rosto, lance mão do jogo de claro-escuro.
- Para retocar a maquiagem com pó, é só dar umas batidinhas com a esponja de pó somente onde quiser aplacar o brilho.

Blush

Um pouco de história...




No Egito antigo, os aristocratas passavam em seus rostos minerais, para dar cor e definição às feições. Os gregos também pintavam o rosto para ficar coradinho. Foi assim que surgiu o hoje conhecidíssimo blush. Chamado de rouge (vermelho, em francês) no início do século, seu intuito sempre foi dar ao rosto um ar de saúde. O jeito de aplicar mudou um pouco ao longo do tempo.




Na década de 20, era rosa e bem marcado nas maçãs do rosto. Já nos anos 40, o foco passou a ser as têmporas, realçadas com blush rosado. Nos anos 70, a febre era afinar o rosto fazendo biquinho e aplicando um blush escuro embaixo das maçãs. Nos anos 90, com a estética heroin-chic, que não tinha nada de saudável, o produto foi esquecido. Independente do período, os fashionistas sempre adoraram, como a lendária editora de moda Diana Vreeland, o cantor David Bowie, a cantora Madonna (versão anos 80) e a personagem Carrie Bradshaw (Sarah Jessica Parker) de Sex And The City.




Hoje em dia, com a beleza natural em alta, blushes rosados e corais, junto com os pós-bronzeadores, são usados para dar um aspecto bronzeado, disfarçar olheiras (desvia o olhar) e afinar o rosto. Tudo de forma discreta. A quantidade de produtos no mercado é suficiente para deixar qualquer mulher perdida. Qual é a melhor textura, a melhor cor, o melhor para o dia, o ideal para a noite? Encontrar o blush perfeito não é tarefa fácil. Primeiro descubra qual a maneira correta de aplicá-lo para o seu tipo de rosto:








Depois escolha a cor ideal para o seu tipo de pele:Pele clara: pode usar qualquer tonalidade. Tons de rosa ficam especialmente interessante em loiras, e terrosos e alaranjados para as ruivasPele morena: cautela com os rosados, mas abuse na variação dos tons terra, incluindo os puxados para o laranjaMulatas: abuse dos tons terracota, dourado e bronzeNegras: vinho e vermelho-escuro ficam perfeitosOrientais: fuja dos alaranjados para não correr o risco de realçar o tom levemente amarelado de sua pele.





O blush é um grande aliado da mulher por isso não corra o risco de ficar com "cara de palhaço". Fique atenta ao seu tom de pele e lembre-se que os tons mais terrosos criam profundidade deixando o rosto mais expressivo ao realçar os ossos e concavidades da face. Os tons rosados têm sido a tendência, exatamente por criarem um aspecto saudável.E finalmente escolha a textura que mais lhe agrada:Pó - é o mais clássico, utilizado para finalizar a pele trabalhada com base e corretivo. Ideal para quem tem a pele oleosa e é o pincel que determina o efeito mais, ou menos carregadoCreme - dão um acabamento mais suave e natural. Pode ser aplicado com o dedo fazendo movimento circulares, ou com um pincel especial. Muito versátil, ele pode ser usado também nos olhos e nos lábios. Ideal para quem tem pele seca pois dá a aparência de pele bem hidratadaLíquido - usado diretamente sobre a pele e espalhado com os dedos, dá um acabamento transparente e super natural. Como seca rápido, a aplicação deve ser precisa. Ele adere na pele e dura o dia todo e é ideal para ser usado sobre o rosto lavado, sem nenhum outro produto. Vale para peles secas e oleosasGel - Normalmente em forma de bastão, é usado diratamente na pele e espalhado com os dedos. Tenha os mesmo cuidados do blush liquido pois ele também seca rápidoMousse - tem uma consistência mais aerada e aveludada e deve ser aplicada como o blush em cremePérolas - são pequenas esferas de um tom, ou vários, que dão uma cor mais bronzeada à pelePapel - cada folha tem a quantidade suficiente de blush e deve ser aplicada diretamente na peleAgora é só escolher... ou ficar maluca de vez!































La Prairie, Dior, Givenchy, Lâncome, NARS, MAC, Boticário.



Philosophy, Laura Mercier, Clinique, YSL, Avon Marimeko, Contém 1g, Chanel, Shu Uemura, Boticário.

Rock&Republic, NYX, YSL, Avon, MAC, Guerlain, Meteorits Guerlain, Natura, Body Shop.



Revlon, Rollerblush, Stila.





Guerlain e Versaci.









Avon, Contém 1g.





Neutrogena, Ultrabeauty, Loreal.





Clinique, Shiseido, Tarte, Estée Lauder, AVON, MAC, Duda Molinos.





Lancôme, Sephora, Body Shop, NYX, Natura.





Jemma Kidd, Lorac, Boticário.





Trish McEvoy, Stila.




O pincel correto também faz toda a diferença










quinta-feira, 30 de abril de 2009

Maquiagem para Pele Negra



PREPARAÇÃO DA PELE


Para esconder olheiras, utilize um corretivo num tom mais claro que a pele. Depois uniformize a área com pó ou base ( no tom certo). Iguale o tom da pele do rosto com o tom da pele do colo.


Veja se o tom da pele tende mais ao vermelho ou ao amarelo. A base deve ser da mesma coloração.


obs: não utilize pós bege ou muito claros; se a pele for seca não utilize muito pó; se a pele for oleosa, evite produtos cremosos como base em bastão; aplique a base ou pó a partir do centro em direção às extremidades.
SOBRANCELHAS


Use lápis preto para corrigir as falhas. Para que o risco preto não fique muito forte, basta esfumaçar o produto na raiz dos pêlos ou usar uma sombra preta ao invés de lápis.


PÁLPEBRAS


Básico: cores tradicionais como dourado, bronze e cobre.


Cores cintilantes que tenham efeito iluminador ficam bem na pele negra. Tons pastéis cintilantes combinado com delineador são uma boa opção.


Não usar: cinza (não destaca), azul e pink ( são agressivos, pode ficar brega!)
obs: se usar lápis ao invés de delineador, esfumace o traço para não ficar um risco grosseiro.


BLUSH


Usar os tons marrom escuro e marrom café. Para dar um tom de saúde use rosa queimado ou terracota.


Evite: tons como pêssego, salmão ou alaranjado.


BOCA


Delinear com um lápis marrom mais escuro que o tom da pele. O batom deve cobrir a marca feita pelo lápis.


Cores: as mesmas indicadas para a sombra.


Batom ou gloss? os dois funcionam muito bem. O batom deixa a boca mais definida, o gloss a deixa mais sensual.


Agora, uma dica de necessaire para mulheres modernas e bem vaidosas:
Pó compacto
Base
Delineador preto
Lápis preto
Rímel preto
Quarteto de sombras (tons claros e escuros)
Lápis de boca marrom escuro
Blush
Batom e gloss
Esponja para remover excesso de maquiagem
Pente de sobrancelha
Pinça
Aplicador de sombra
Com um arsenal desse, não tem como não arrasar, não é?!
Até Mais!


terça-feira, 28 de abril de 2009

Maquiagem Indiana - Revista Cláudia


Hoje vamos apresentar uma reportagem do site da Cláudia com um tutorial ensinando a fazer duas maquiagens com inspiração indiana, sendo uma para o dia e outra para a noite.

Material a ser utilizado para a maquiagem DIA:
  • Blush no tom da pele, um mais claro e um mais escuro;
  • Sombra clara
  • Sombra escura;
  • Lápis de olho preto;
  • Rímel preto;
  • Batom cor de boca.

Vamos ver o passo-a-passo?

1º Passo: Preparar a pele


A boa maquiagem sempre começa com a uniformização da pele, etapa essencial para um visual duradouro, de ótimo acabamento.

“Tanto para o make do dia quanto para o da noite, usar a base líquida ajuda a esconder as olheiras e outros defeitos da pele”, garante o expert Tiago Birolini.

O correto é aplicar dois tons do produto: um exatamente igual ao da sua pele e outro um pouquinho mais escuro.
Com um pincel largo, o maquiador passa a base mais escura nas regiões profundas, como têmporas, embaixo do queixo e laterais da testa. "Vale também espalhar pelas laterais do nariz, caso queira que ele pareça mais fino”, ensina.

Já com a base mais clara, ressalte as partes que podem ganhar volume, como bochechas, centro da testa, queixo e área sob os olhos.

Segundo o maquiador, o truque ajuda a harmonizar as formas do rosto. Para evitar linhas marcadas, espalhe o produto também nos contornos.

Antes de aplicar o rímel, aposte no curvex para deixar os cílios mais poderosos. “Gosto de apertar os pelos quatro ou cinco vezes com o aparelho, bem rapidinho”, diz o maquiador.

Depois abuse do rímel, que deve ser aplicado com o pincel do próprio produto, na posição vertical. Garanta que os fios fiquem bem separados, para evitar que fique aquelas "bolinhas" acumuladas.

Durante o dia, é muito mais elegante usar sombras cor de pele. No côncavo, aplique um tom um pouco mas escuro que a sua tez.

A dica do maquiador é: “coloque um espelho sobre a mesa e olhe para baixo, fica muito mais fácil descobrir onde é o contorno dos seus olhos e passar a sombra no lugar certo”.


Sob as sobrancelhas, use uma sombra da cor da sua pele apenas para cobrir a área e não deixar que a cor escura fique marcada.





O look indiano é caracterizado pelos olhos bem marcados com khajal, item tradicional da maquiagem do país.



Como é um produto mais difícil de ser aplicado, Birolini aposta no lápis preto para substituí-lo. “Passar o lápis nas pálpebras inferiores é indicado apenas para quem tem olhos grandes ou amendoados, já que o efeito fecha o olhar”, afirma o maquiador.


Já o lápis na pálpebra superior é liberado para todos os formatos de olho. “Diferentemente da maquiagem árabe, que tem o traço puxado para cima, o make da Índia tem o traço que segue a linha dos olhos, é horizontal”, ensina Birolini.






Finalize o visual com um batom cor de boca aplicado com o pincel fino.



Birolini salienta que cores fortes na boca devem ser evitadas, principalmente para trabalhar ou para quaisquer compromissos durante o dia. “Nesta produção, o destaque deve ficar nos olhos”, alerta.






Dê mais vida à face com o blush de efeito bronzeador. Para aplicar no lugar certo, faça um beijinho em frente ao espelho e passe o pincel largo na área mais profunda.



Esse é o look dia!




Material a ser utilizado para a maquiagem NOITE:
  • Maquiagem da make DIA;
  • Quarteto de sombras: sombra escura, sombra clara, sombra dourada e sombra perolada;
  • Lápis para sobrancelha;
  • Pincel para esfumaçar;
  • Blush rosado;
  • Batom rosa.



Birolini ensina como usar um conjunto de quatro sombras para fazer os olhos do look indiano - “esse efeito é bem fácil de ser feito!
Comece pela sombra mais escura, que marca o côncavo dos olhos. Use o truque do espelho em cima da mesa para olhar por cima e marcar exatamente a parte mais profunda. Aplique a cor na raiz dos cílios superiores, partindo da metade do olho para o canto exterior.”



Use uma sombra verde clara para preencher do canto interno do olho e aplique-a também por cima da verde escura. “Esse truque é o que garante o efeito de cores”, afirma o maquiador.





“Para dar ainda mais glamour ao look, vale colocar uma ponta de brilho dourado somente no cantinho interno do olho”, diz o expert.

Termine com o tom perolado sob a sobrancelha. “Esse passo finaliza a parte das sombras, levantando o olhar.”
Durante à noite, abuse do lápis preto. Aplique cuidadosamente em todo o contorno das pálpebras superiores e inferiores.
“Para fazer o traço que ultrapassa as linhas dos olhos, basta segui-las até que se unam. Se tiver olhos pequenos e não abrir mão do lápis na raiz inferior, faça a linha alguns milímetros abaixo da raiz dos cílios”, ensina o maquiador.
“No make indiano, a linha é horizontal, não diagonal, como no estilo árabe”, lembra também.

Defina a sobrancelha e disfarce suas falhas com um lápis da mesma cor dos fios. “Se quiser, pode até alongar seu desenho”, diz o expert.



Birolini garante que não tem problema errar no traço, “com um pincel macio, esfumace o risco para suavizá-lo e deixá-lo um melhor acabamento”.


Por fim, capriche no rímel. Aplique várias camadas com o pincel do produto nos fios superiores e inferiores.
O maquiador dá o truque extra para usar à noite: como os ambientes estão mais o, vale dar mais cor à face com um blush rosado, aplicado levemente sobre as bochechas.
“Para dia ou noite, olhos marcados exigem boca neutra”. O maquiador sugere passar apenas um brilho rosado, usando os próprios dedos. “Assim, você consegue reaplicar quantas vezes quiser.”


Encarne o espírito indiano com o bindi aplicado no centro da testa, um pouco acima da linha das sobrancelhas.

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Conheça seu rosto

1. Contorno do couro cabeludo
2. Centro da testa
3. Têmporas
4. Arco natural das sobrancelhas
5. Margem das sobrancelhas
6. Pé da sobrancelha
7. Ponta da sobrancelha
8. Pálpebra superior
9. Côncavo
10. Base dos cílios superiores
11. Linha interna dos cílios superiores
12. Base dos cílios inferiores
13. Linha interna dos cílios inferiores
14. Canto interno do olho
15. Canto externo do olho
16. Zona de encontro dos cílios
17. pálpebra inferior
18. Região abaixo dos olhos
19. Base do nariz
20. Linha frontal do nariz
21. Lateral do nariz
22. Ponta do nariz
23. Aba do nariz
24. Sulco do nariz
25. Maça/Bochecha
26. Topo da maça
27. Centro da maça
28. Cova da maça
29. Covinha abaixo do nariz
30. Contorno dos lábios
31. Canto da boca
32. Centro da boca
33. Covinha abaixo da boca
34. Topo do queixo
35. Ponta do queixo
36. Mandíbula
37. Linha que divide mandíbula e pescoço
38. Covinha da ponta do queixo

ZONA T = testa + nariz + queixo
ZONA CRUZ = testa + nariz + topo da maça + topo do queixo

* Esquema (Radiografia do rosto) retirado do Livro do Duda Molinos, p. 46 e 47.

Créditos:http://monicafelixbsb.blogspot.com/
Beijocas!!!

domingo, 26 de abril de 2009

Review Pincéis Sigma Makeup

Hoje o post é breve.


A divina Lu Schievano fez um vídeo falando dos pincéis que ela ganhou da Pri e da Simone da Sigma Makeup. Ela fala como os utilizou e o que achou sobre cada um deles.


Vale a pena assistir se você tem dúvidas quanto a aquisição.







Aqui, um outro vídeo dela fazendo uma maquiagem baseada na Kat Von D (LA Ink)com eles.





Beijocas mil!

sábado, 25 de abril de 2009

Aula 3 - Cosméticos / Produtos

Agora que aprendemos sobre a história da maquiagem e os acessórios utilizados, daremos início aos produtos utilizados na maquiagem.


Itens básicos


1. Corretivo
Em um kit básico, deve-se ter pelo menos três tons diferentes de corretivo: um do tom exato da sua pele, um acima e um abaixo.


2. Base
Em virtude da diferença na irradiação do sol no decorrer do ano ou até mesmo em virtude da atividade que cada um exerce, o que define a quantidade de sol a qual estará exposta, deve-se ter pelo menos dois tons de base - uma para o inverno e outra para o verão (mais escura).


3. Pó
Assim como o corretivo, o pó deve ser adquirido em pelo menos três tons diferentes.


4. Lip Gloss Transparente
É um brilho labial que pode ser utilizado sozinho ou misturado.


5. Blush
Pelo menos três tons de blush devem ser adquiridos: rosado, alaranjado e tom de terra.


6. Sombra
Inicialmente, devemos adquirir sombras nas cores básicas que são bege, marrom, cinza e preta.


As sombras apresentam vários tipos de acabamento: opaco, cintilante, com brilho etc. Para um kit básico, as sombras opacas são essenciais, mas sombras com brilho podem ser adquiridas para incrementar suas opções.


7. Batom
Existem infinitas cores para o "lipstick". Como estamos falando em produtos básicos, deve-se ter pelo menos um cor de boca, um vermelho, um marrom e um vinho, além do sua cor preferida.


8. Lápis de Olho
Bege (super atual), marrom e preto.


9. Rímel
Preto e marrom. Os efeitos que cada escovinha pode garantir ao olhar será falado numa aula mais adiante.


10. Lápis de sobrancelha
O lápis deve ter a cor mais próxima da sua sobrancelha, mas sem deixá-la pesada, com cara de correção. Pode ser na cor preta, marrom ou cinza. Algumas designs de sobrancelha indicam a utilização do lápis 4B (lápis de escrita Faber Castell) para correção das falhas e do formato, o que posso dizer que funciona mesmo!


11. Lápis de boca
Pelo menos um lápis cor de boca deve compor o kit.


Então vamos começar a falar de cada um deles com mais detalhes?


Hoje daremos ênfase à base, primeiro item a ser aplicado na maquiagem do rosto após a limpeza e hidratação da pele.


BASE


A base ajuda a fazer o lastro da maquiagem, ou seja, a base da maquiagem, além uniformizar garantindo uma tonalidade mais natural à pele, pois há regiões mais escuras do rosto (ao redor dos olhos, da boca) que, ao ganhar luminosidade, proporcionam uma aparência de pele bem tratada. Podemos dizer que a base é aquela primeira mão de tinta que se passa na parede...

Escolha a base conforme o seu tipo de pele e a necessidade que você tem de cobrir imperfeições.


Peles boas pedem cobertura de bases transparentes ou luminosas (ou nenhuma base).


Peles mais complicadas exigem uma camada mais espessa (densa) que disfarce com maior eficácia as imperfeições existentes (cicatrizes, espinhas ou manchas). Neste caso, a base opaca é melhor.


Tipos de Base


a) Líquida – sua característica é ser mais transparente, ainda que não dê uma cobertura total, é a que dá o efeito mais natural. Pela sua formulação, resseca menos a pele. No verão, esse tipo de base é o mais indicado por suportar mais o calor intenso.
b) Cremosa – seu forte é aderir melhor à pele. Cobre com eficácia, porém traz substâncias que nem sempre agradam peles oleosas, mas são bem eficazes para as peles mais complicadas, com necessidade de correção. Assim como a base líquida, resseca menos a pele.


c) em Bastão - tendem a ser mais oleosas pois costumam ser do tipo 3 em 1 (ou 2 em 1), ou seja, base com corretivo e pó ou base e corretivo num só produto. Pode ser aplicado de duas formas: passando o bastão diretamente sobre a pele e depois espalhando com os dedos ou esponja; ou, se quiser um acabamento mais leve, aplicar o produto com a ajuda de uma esponja úmida e macia em todo o rosto.


d) Duocake ou Duobase (base + pó) – é o mix que o mercado oferece para dispensar o uso do pó. O efeito é mais pesado que as bases líquidas e cremosas. Porém, mais leve que o pancake. Contraindicado para peles oleosas pelo mesmo motivo das base em bastão. Deve ser passada sempre com uma esponja que, se estiver seca, resulta em um acabamento mais denso. A esponja molhada garante um resulta mais delicado e suave.


e) Pancake – a “base em pó” foi a solução encontrada para substituir uma pasta gordurosa e brilhante que os maquiadores de cinema usavam e que tinha o inconveniente de refletir a cor das roupas e dos cenários na cara do ator. Dissolvido em água, o pancake dá uma cobertura total mais pesada e opaca. Como todo o efeito seco (devido ao pó), agrada mais as peles oleosas. Em compensação, não perdoa as linhas de expressão e rugas.


f) Hidratante colorido - chamado também de tonalizante. Existem alguns filtros solares tonalizantes também. Cobertura leve, sutil, existem na versão oil free, indicada para peles oleosas, e na versão normal. Como o próprio nome diz é apenas um hidratante com cor, não cobre imperfeições, defeitinhos, espinhas, manchas etc.


g) Spray - essa opção é mais recente e não tão divulgada, principalmente no Brasil. Garantem uma cobertura similar à base líquida. Indicada para todos os tipos de pele.


Aplicação


Para uma maquiagem mais natural, tente respeitar as nuances de cores do seu rosto, espalhando base da cor da pele com mais ou menos intensidade – com esponja ou com os dedos – do centro da testa, nariz e região em volta do nariz para fora, em direção às orelhas. Cubra com mais empenho apenas o que for necessário, isto é, as zonas mais escuras. Base não é máscara. Não deixe de fora as orelhas, pescoço e mesmo a nuca, caso esta seja exposta.

Grandes maquiadores costumam utilizar três tons de base em um único rosto:
- um tom mais claro do que a pele na zona T (testa, nariz, queixo e bochechas) e para iluminar zonas escuras (orelhas, em volta da boca e nariz etc.).
- tom de pele para o rosto;
- tom mais escuro para definir melhor o contorno do rosto.

Truques

Para facilitar o desafio de acertar a tonalidade dos cosméticos de suporte, compre a base e o pó do mesmo tom, de preferência da mesma marca.


Nunca teste a cor dos produtos no pulso. A pele do nosso corpo tem tonalidade diferentes, conforme o tempo de exposição ao sol. Para testar a tonalidade do produto, aplique-o diretamente no rosto, na linha da mandíbula (parte de baixo do rosto, próximo das orelhas). Dessa forma não há como errar a tonalidade.


Antes de comprar a base, aplique na pele e vá passear do lado de fora da loja ou do shopping para ver se a cor está correta. A luz fluorescente das lojas muda a cor e corremos o risco de nos enganar no momento da compra. Por isso, SEMPRE verifique a tonalidade em luz natural.

Uma pele trabalhada – com base, corretivo, pó – quase sempre deixa uma linha divisória no contorno da mandíbula. Umedeça uma esponja de látex (própria para maquiagem) ou a ponta dos dedos e espalhe melhor a maquiagem nessa linha esfumando em direção ao pescoço até desaparecer o degrau de cores entre o rosto e o pescoço.


Caso a maquiagem seja feita para uso com cabelo preto ou exposição do colo, lembre-se de aplicar um pouco de base nas orelhas, pescoço, colo e nuca para não dar a impressão de máscara, igualando a tonalidade do rosto com o restante do corpo.


Importante:
Escolha bases que já contenham filtro solar em sua composição que já ajuda na proteção.